“Nuvens na cabeça”

No dia 18 de fevereiro, os alunos do Centro Escolar de Gonçalo ouviram a história “Nuvens na Cabeça” de Susana Amorim, com recurso a um PowerPoint. Como se tratava de uma atividade de articulação entre o pré-escolar e o 1º ciclo, os alunos formaram seis grupos de trabalho para produzirem cartazes alusivos à amizade e aos seu valores “Se a amizade fosse um fruto (cor, flor) seria…”.
No final, todos tiveram direito a um marcador de livros com um coração, símbolo do amor/amizade. Neste ambiente de união, as crianças, com o seu corpo, formaram um coração gigante estreitando os seus laços.

4 3 2 1

Publicado em Geral | Publicar um comentário

POEMA À GUARDA!

Os alunos do 4º ano, da EB Adães Bermudes, escreveram, coletivamente, um poema maravilhoso, alusivo à sua cidade – A Guarda.

Ora vamos lê-lo com muita atenção…

POEMA À GUARDA

Nesta cidade tão alta

Vivo eu e a minha malta,

Juntos brincamos na neve,

Que é pouca e muito breve.

 

 

No conservatório de S. José

É onde eu toco à bué,

No nosso hospital

Curamos o nosso mal.

 

 

Como esta cidade é tão bela,

Vive nela uma Cinderela,

Escondida num palácio

Sempre a espreitar pela janela.

 

 

A Sé é Catedral,

Toda feita de granito,

Fica na Praça Velha

Num sítio muito bonito.

 

 

Nesta minha cidade,

Há muitos e belos jardins,

Neles brinco com liberdade

O que é muito importante para mim!

 

 

Escolas como a minha,

Há mais cinco nesta cidade,

É nelas que aprendemos

O valor da amizade!

 

Os nossos chafarizes

Da Dorna, de Santo André e dos Amores

Matam-nos a sede,

Quando estamos com calores.

 

 

A igreja de S. Vicente

E seus painéis de azulejos

É das igrejas mais bonitas

Que eu por aqui vejo.

 

 

Como uma cidade moderna,

Temos algumas rotundas,

A do G, 5Fs, Luz e do Anjo

Para nos livrarmos das barafundas.

 

 

Para recordar o passado,

Está a capela do Mileu

Construída pelos romanos

Muito antes de Galileu.

 

 

Temos ainda a Judiaria

Que podemos apreciar,

Conta-nos muitas histórias

Que vale a pena recordar!

 

 

Esta cidade é tão linda

Que vale a pena visitar,

É a mais alta e a mais fria

Com o melhor ar para respirar.

 

Sancho I era o seu nome,

Foi o 2º rei de Portugal

Ficou conhecido como “o povoador”

E à nossa cidade concedeu foral!

 

 

A Guarda tornou-se cidade

Nas mãos deste senhor,

Foi uma felicidade

Ele foi o Povoador!

 

Sancho I

O nosso rei

Entregou-nos o foral

E fez dele lei.

 

 

TURMA D4, ADÃES BERMUDES

 

Publicado em Geral | Publicar um comentário

Festa de Natal da EB Adães Bermudes

Captura de ecrã 2015-12-19, às 11.09.50 Captura de ecrã 2015-12-19, às 11.10.16 Captura de ecrã 2015-12-19, às 11.10.34 Captura de ecrã 2015-12-19, às 11.10.50

Publicado em Geral | Publicar um comentário

Um dia no Ski com o 3º e 4º ano da EB Adães Bermudes

4 dezembro 2015 – SEX –MANTEIGAS  SAMEIRO – SKIPARQUE – 1ºCEB

Captura de ecrã 2015-12-20, às 07.53.18

Com todo o saber, mais uma experiência de aprendizagem para os nossos alunos , na nossa região montanhosa …Eles estiveram com uma performance fora de série…E aqui fica, um dos muitos registos realizados na sala de aula por uma aluna do 3ºano:

«As equipas foram subindo para a pista e começaram a esquiar. Leonor estava receosa e com medo, mas depois passou, tudo correu bem. Leonor gostou de ver os professores e auxiliares a fazerem ski . nós fomos almoçar comemos uma deliciosa pizza, gelatina e sumo. E é chegada a hora do regresso, estávamos todos muito cansados,(…) mas muito felizes. Este dia foi maravilhoso, inesquecível, que poderia repetir-se.»

“Leonor no Skiparque” Ana Leonor

E ainda, por um aluno do 4ºano:

«O nosso professor Mancha perguntou-nos se queríamos ir para a pista grande e nós respondemos que sim. A pista grande era mais divertida, era maior e apanhávamos mais velocidade, e a sensação de deslizar no gelo era fantástica… Adorei este dia, foi um dia maravilhoso! Depois chegou a hora do almoço que também foi muito bom. Pois foi oferecido a todos duas fatias de pizza da Pizza Hut, que estavam deliciosas. E ainda, tivemos tempo para rir ao lembrar alguns tombos que quase todos demos,( …) incluindo os adultos.»

«Uma nova experiência» Tiago João

Parabéns

EB1 ADÃES BERMUDES 3ºANO/4ºANO E A EQUIPA SKI4ALL

COORDENAÇÃO TÉCNICA PROF.CARLOS BOMBAS

Publicado em Geral | Publicar um comentário

As teias que se tecem no Jardim de Infância

 

“Era uma vez uma aranha gigante que estava grávida e decidiu tecer uma teia gigante no Jardim de Infância da Sé, onde nasceram as suas filhas aranhinhas. Durante o dia tudo corria bem e era muito divertido viver num Jardim de Infância, ver e ouvir o reboliço das crianças, mas…, de noite, quando todos se iam embora, a aranha tinha medo de ficar sozinha no escuro…; foi então que decidiu pedir às bruxinhas sorridentes, aos ouriços cacheiros e aos morcegos que estavam pendurados no teto das salas dos meninos para, com os seus poderes, transformarem as abóboras e os frascos vazios em múmias e fantasmas brincalhões para lhe iluminarem a noite…”

E foi assim que  começou  uma bela história que as crianças do Jardim de Infância da Sé foram construindo ao longo de uma semana e que terminou com uma “caça aos fantasmas” orientada pelo professor de ginástica Mário André, e com uma aula de culinária muito divertida, orientada pela mãe Leonor Pina, uma “bruxinha barriguda”,  que com a sua ternurenta magia ensinou as crianças a transformar tangerinas em aboborinhas, bananas em fantasmas e a fazerem sanduiches aranha. Nesta história também entraram as nossas animadas bruxas (animadoras), que cozinharam coisas deliciosas e assustadoras que os nossos “vampiros, fantasmas, morcegos, ratinhos, múmias, abóboras e bruxinhas” devoraram, depois de um desfile e baile de Halloween!IMG_20151030_080614 CIMG5814 CIMG5817 CIMG5815 CIMG5828 CIMG5829 CIMG5833 CIMG5851 CIMG5856 CIMG5859 CIMG5867 CIMG5868 CIMG5874 CIMG5874 CIMG5876 CIMG5882 CIMG5883 IMG_20151030_152818

Os medos na infância são tão comuns quanto importantes para o desenvolvimento. Vão variando consoante a idade, mas todos requerem confiança e segurança. Porque a única fórmula para os resolver é conseguir enfrentá-los. 

Das trovoadas às bruxas

A natureza dos medos varia consoante a idade da criança e há medos “típicos” em cada fase do crescimento. Assim, é natural que os bebés reajam com medo ao escuro, a ruídos fortes, a estranhos e ao afastamento da mãe ou do pai. Entre os três e os seis anos de idade são frequentes “os medos sobre as coisas que não são baseadas na realidade (como o escuro, monstros e fantasmas), animais, ruídos muito altos e estridentes”, esclarece a psicóloga Maria de Jesus Candeias, referindo que “ esses medos são transportados muitas vezes para a noite na forma de pesadelos”.

Quando uma criança apresenta um medo, seja de um cão, de estranhos ou de um corredor longo e escuro, é natural que os pais a tentem proteger dessa situação. No entanto, este instinto protetor pode ser prejudicial. De acordo com um estudo recente, publicado na “Behavior Therapy”, as crianças que evitam situações assustadoras têm mais tendência para sofrerem de distúrbios de ansiedade na idade adulta.

Os investigadores explicam que evitar situações que provocam medo é contraproducente, a longo prazo, porque impede as crianças de descobrirem que a situação que temem, afinal, não é assim tão assustadora. Ou seja, impede-as de aprenderem que são capazes de lidar com situações desafiantes e de controlar a ansiedade.

Os pais têm aqui um papel determinante: “podem e devem ajudar as crianças a enfrentar os seus medos, aumentando-lhes a confiança” e evitando que “evoluam para reações fóbicas”, esclarece Maria de Jesus Candeias. Em primeiro lugar, é essencial que reconheçam que o medo é real. Depois devem incentivar a criança a falar sobre o assunto, ajudando-a assim a “libertar-se da angústia” para que o medo se torne menos intenso. Expressões como “Não sejas ridículo! Não existem monstros no armário” são proibidas. “Nunca se deve menosprezar o medo da criança, nem forçá-la a superá-lo sozinha”, sublinha a psicoterapeuta infantil. “É importante que os pais olhem para os medos dos filhos como naturais e próprios do seu desenvolvimento e que aprendam, eles próprios, a relacionar-se com estes medos de forma descontraída”, acrescenta a psicopedagoga Daniela Sciaccaluga.

A criatividade e a brincadeira podem ser fortes aliadas na luta contra os medos. “No que toca ao medo do escuro, de fantasmas, monstros, bruxas diabólicas, por exemplo, sugiro aos pais que, em conjunto com os filhos, tornem esse medo concreto, lhe deem um nome, uma cara, um tamanho, um peso, enfim, que lhe deem uma identidade e o coloquem no contexto real, fora da imaginação da criança, pois aí já poderão vê-lo, falar com ele, tocá-lo, construir histórias e chegar a finais felizes”, sugere a Daniela Sciaccaluga, referindo que “essas histórias podem ser de variadíssimas índoles: um jogo de futebol contra o medo, uma aventura em que o João fica amigo do monstro ao salvar o seu gatinho, a história do fantasma que afinal tinha era medo do João… Enfim, as possibilidades são infinitas, mas a ideia base é retirar o poder da bruxa, do monstro, do fantasma, do escuro ao humanizá-los e torná-los próximos da família, logo, num lugar concreto e controlável, sempre num contexto humorizado, divertido e descontraído”.

Revista Pais & Filhos.

Medos e fobias

E foi isso que fizemos acontecer no nosso Jardim de Infância!

Publicado em Geral | Publicar um comentário

“Vamos fazer uma sopa”

Tendo como suporte o Dia Mundial da Alimentação, elaborámos a roda dos alimentos, de forma lúdica e criativa, em que as personagens da história (João, Joana, Zé, Manuel, Rita, Maria e Margarida) ensinaram as crianças a conhecer, a escolher os alimentos e as quantidades adequadas às necessidades diárias.

 

 

Para a confeção da sopa foi necessário proceder à distribuição de tarefas. Para ninguém se esquecer e como forma de levar a informação para casa, cada criança elaborou um registo (desenho) dos alimentos e utensílios que tinha de trazer.

Depois de todos os alimentos terem sido “explorados” a nível sensorial (cheiro, cor, textura, sabor …), foram bem lavados e preparados para serem introduzidos na panela, resultando uma sopa deliciosa e “mágica”, já que para algumas crianças, foi a primeira vez que “conseguiram” comer, couve ripada…

Esta vivência, “Vamos fazer uma sopa”, promoveu sem dúvida, a compreensão da relação entre a alimentação e a saúde.

VAMOS TER UM CORAÇÃO FORTE E SAUDÁVEL… E AFASTAR OS MICRÓBIOS DO ORGANISMO…

Publicado em Geral | Publicar um comentário

Sorrisos gulosos…, mas saudáveis!

No Dia Mundial da Alimentação houve mais motivos para as crianças do Jardim de Infância da Sé continuarem a sorrir…, desta vez numa sessão de culinária, em que cada uma delas fez a sua  pizza “saudável”, recheada de ingredientes saudáveis que crianças e adultos trouxeram e partilharam: para além dos ingredientes tradicionais, acrescentaram ervilhas, alho francês, courgette, tomate cereja, salsa, e outros ingredientes “biológicos”…; foi um momento de diversão, partilha e aprendizagem, que pretendeu criar nas crianças atitudes positivas face aos alimentos, levá-las a descobrir novos sabores e, sobretudo, aprender que é divertido fazer comida saudável… e saboreá-la na companhia dos amigos!

Publicado em Geral | Publicar um comentário

16 de outubro – Dia da alimentação

No Centro Escolar de Gonçalo, o Dia da Alimentação foi vivenciado de forma lúdica e pedagógica, permitindo a interação e  articulação entre ciclos e serviços.
Alunos do pré-escolar e do 1º ciclo ajudaram a partir a abóbora, como manda a tradição – atirando-a ao chão, fizeram as pesagens, juntaram todos os ingredientes necessários para a preparação de um delicioso doce – a ” Muxuda”- que foi servida ao lanche.

DSC00377Receita da Muxuda:

2,5Kg de abóbora;

0,5 l de leite;

4 colheres de sopa de farinha;

2 ovos;

250 gr de açucar.

Mistura-se tudo e vai ao lume a engrossar. Depois de pronto, divide-se por várias taças e polvilha-se com canela.

DSC00407Ao almoço todos foram surpreendidos com uma sobremesa saudável e colorida: gelatina colorida aos gomos!
As animadoras fizeram magia!!!! Transformaram laranjas em gomos de gelatina que deliciaram o olhar e o paladar de todos.

DSC00413Receita das Laranjas coloridas: Gelatinas de vários sabores, colocadas em cascas de laranja cortadas ao meio, previamente limpas. Vão ao frigorífico de um dia para o outro e na hora de servir cortam-se aos gomos.

DSC00398

Publicado em Geral | Publicar um comentário

“Hora do Conto”- Quinzena da Saúde Mental

CRESCER … PARA SER…, CONSTRUINDO SORRISOS

 

No dia 12 de outubro, o Jardim de Infância da Sé construiu o seu primeiro sorriso numa atividade no exterior, a convite da Enf.ª  Eva, mãe do “nosso” Henrique, ao participar na atividade “Hora do Conto”, integrada na “Quinzena da Saúde Mental”; esta atividade decorreu no hall de entrada do edifício da consulta Externa do Hospital da Guarda, onde as crianças também tiveram oportunidade de ver a exposição de pintura “Sorrir para uma melhor saúde mental”. A Enf.ª Alzira e a Enf.ª Eva contaram um conto que apelava à união de uma família na resolução dos seus problemas ( tratava-se de um dilema moral); este foi um momento de cidadania participativa em que as crianças contactaram com um “mundo” diferente do que lhes é familiar, perceberam  que os doentes da psiquiatria “estão lá porque têm problemas e precisam de ser ajudadas”, como explicou o Henrique (5 anos), e descobriram que no hospital também se fazem coisas divertidas!

Já no Jardim de Infância as crianças recontaram o conto e registaram-no através de desenhos, criando um “livro” com uma capa bastante sugestiva…

E, aqui vai o conto “Os três desejos” recontado pelas crianças, que termina sabiamente com a concretização dos três desejos daquela família:

  • Era uma vez uma família de quatro pessoas: um marido, uma mulher e os pais do senhor; viviam todos na mesma casa e davam-se todos muito bem, mas tinham três desejos.
  • O desejo da mulher era ter um filho.
  • O desejo da avó era fazer uma operação para não ficar cega, porque já via muito mal.
  • O desejo do senhor era ter dinheiro para comprar comida, roupa e outras coisas que precisavam.
  • O senhor era agricultor e, como não chovia há muito tempo, não conseguia colher nada para comer.
  • O senhor resolveu dar um passeio para pensar na sua vida e chorou porque estava preocupado.
  • Encontrou um unicórnio que lhe perguntou porque estava tão triste e ele contou-lhe os problemas da sua família: o unicórnio disse-lhe que tinha poderes para realizar um desejo e que nessa noite ele juntamente com a sua família tinha de escolher um,  e só um desejo, para lhe dizer no dia seguinte.
  • A mulher queria muito ter um bebé.
  • A mãe dele queria muito fazer uma operação aos olhos para não ficar cega.
  • O senhor queria ter dinheiro.
  • A família começou a discutir porque cada um queria um desejo diferente; o senhor pensou durante toda a noite e, no dia seguinte, quando chegou ao pé do unicórnio disse-lhe que o seu desejo era:
  • “Quero que a minha mãe veja o neto num berço de ouro”

E foi assim que o senhor conseguiu realizar todos os desejos da sua família!

 As crianças ofereceram posteriormente o “livro” por elas elaborado e um miminho para as enfermeiras Alzira e Eva, uns cogumelos alusivos ao outono, imaginados pela educadora Manuela, para acrescentarem ainda mais sorrisos àqueles que se registaram nesta e nas outras atividades que o departamento de psiquiatria organizou.

 

Publicado em Geral | Publicar um comentário

Dia Mundial do Idoso

O Centro Escolar de Gonçalo comemorou o Dia Nacional do Idoso, em colaboração com o Centro de Dia e a USL da Guarda. Atividade promovida pela Escola Segura – GNR

IMG_2339Atividade desenvolveu-se em colaboração com a Escola Segura, Centro de Dia e USL da Guarda.
Este encontro intergeracional permitiu momentos lúdicos entre idosos e crianças, troca de sugestões e alertas de alguns cuidados que tanto uns como outros devem ter no dia-a-dia. Os agentes da Guarda Florestal alertaram para a necessidade de modificar comportamentos para a preservação e proteção do ambiente.

IMG_2328
Atividade culminou com uma demonstração de cinotécnica (cães treinados para o auxílio policial) e informações sobre alguns cuidados de saúde e proteção dos animais.

IMG_2361
Para finalizar o Centro de Dia ofereceu um saboroso lanche que deliciou todos os participantes.

IMG_2330

Publicado em Geral | Publicar um comentário